As conclusões de Molly Polly

O melhor é o que mais depressa se perde.
Aquilo que é melhor é o que mais se usa e abusa. Porque é mais rápido, mais eficaz, porque faz melhor, porque é outra louça. Dá-se tanto uso, tanto uso, tanto uso e tanto abuso, que se gasta, se avaria, se leva à exaustão. E no final, perde-se o que tanto se precisa. Poupemos.
Os moralizadores que criticam em excesso usam uma máscara.
Ou fazem igual, ou fazem pior, ou estão penando para fazer.

A morte é uma plástica ao carácter.
Quando vivos, falam mal de nós. Morrendo, não havia ninguém melhor.
O empenho é directamente proporcional à frustração.
Conforme a previsão de frustração, há que medir o empenho investido.

Tudo o que alimentamos cresce.
Seja bom, seja mau.

As mulheres são complicadas.
Ainda bem que os homens gostam de desafios e aventuras.

Quando se olha para algo com má vontade, descobrem-se todos os defeitos e ainda se inventam mais alguns.
Olhemos com bons olhos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste dispositivo