9 de abril de 2013

Do céu ao inferno e do inferno ao céu


 


Feliz e triste
Fonte da Imagem
 

Quando alegre, pura euforia.

Quando triste, depressão fulminante.

De um Pólo ao outro transita

A uma velocidade alucinante.

 

De um extremo ao outro,

Ou tudo, ou nada; sim e não.

Sem meio-termo nem ponto de encontro,

Mas sempre com o coração.

 

19 de março de 2013

Transformação física incrível

Aqui está um vídeo que mostra muito bem as diversas transformações físicas que Christian Bale tem levado a cabo, a fim de encarnar diferentes personagens.
 
É um ator de grande mérito pelo seu esforço e dedicação. Não é fácil reconhecê-lo de um filme para outro. Nem parece a mesma pessoa.




Veja também:
O Talento de Christian Bale

18 de março de 2013

Caímos para aprendermos a nos levantar.


Caímos para aprendermos a nos levantar.

Quantas vezes as coisas não correm bem. Quantas vezes falhamos. São tantas as dificuldades que enfrentamos.

O truque é não desistir, mas tentar novamente. Há que persistir. Tentar outra e outra vez.

Quando “caímos” perdemos uma tentativa, mas ganhamos conhecimento e experiência, aprendemos a fazer melhor. Fazendo melhor, um dia damos um grande salto.

Desistir, não! Sacode-se a poeira e monta-se o cavalo outra vez. Nós é que seguramos as rédeas.

11 de março de 2013

Um ponto de rotura é um ponto de viragem.


Um ponto de rotura é um ponto de viragem.

Qualquer rotura deve virar-nos para um caminho ascendente, para algo melhor.

A rotura deve ser um “basta!” que dizemos ao que está a correr mal. O ponto de viragem é a altura em que nos dedicamos a soluções.

Bater no fundo não quer dizer que acabou. Quer dizer que não passamos do chão para baixo. Portanto, o caminho é para cima.
 
Toca a subir!
 

 

10 de março de 2013

Procrastinação II


 

 

Agora, agora não.

Mais logo, depois, há tempo.

Funciono melhor sobre pressão.

Deixo para o último momento.

 

Quero isto, quero aquilo, isso não.

Tenho tempo e descontentamento,

Pois não me livro desta pressão.

Não me sai do pensamento.

 

O melhor é fazer de uma vez

Para acabar com a perturbação.

Farei amanhã… talvez.

Assim é a procrastinação.

11 de fevereiro de 2013

Far over the misty moutains cold




A canção dos anões no filme "O Hobbit - Uma Viagem Inesperada".
Simplesmente linda!

9 de fevereiro de 2013

Não é a meta mas a viagem

Meta
Fonte da Imagem
 
O mais importante não é atingir uma determinada meta. A meta é um momento. Pode corresponder às expectativas ou não. A meta é também o fim. É quando acaba.
É no percurso que está o ganho. São todos aqueles passos, todos aqueles dias, a coleção de momentos, de risos e sorrisos, aprendizagens, soluções encontradas, camaradagem, evolução… Tudo isso está na viagem.
Quem já não leu um livro e teve pena de ler aquela última palavra com três letras: FIM?
A meta é muito importante enquanto orientação. Enquanto força que nos faz andar para a frente, enquanto oportunidade para uma viagem.
Mas para quê viver apenas com os olhos postos num dia especial? O dia do espetáculo é o dia em que a cortina fecha. Antes um dia trivial em que, porque nada se espera, um bom momento tem outro sabor. Antes um dia trivial, quando na minha rotina faço o que gosto. Antes um dia trivial, porque dias destes há tantos.
Devemos fazer aquilo de que gostamos. Devemos fazê-lo pelo prazer de o fazer. Só para sermos felizes. E não precisamos de data marcada. Não precisamos de um dia estipulado. É todos os dias! Todos os dias!
 

4 de fevereiro de 2013

Ilusão ou não




Fonte da Imagem

 
Só há desilusão

Depois de haver uma ilusão.

Não nos vamos iludir, não.

As coisas são como são.

São os olhos que mentem,

São os ouvidos que enganam.

Mas se o faro for apurado,

Tudo fica comprovado.

O que os corações sentem

É simplesmente o que esperam.

Só há desilusão

Depois de haver uma ilusão.

Não nos vamos iludir, não.

As coisas são como são.

É o desejo que fala,

É uma vontade que grita.

Constrói-se um sonho,

Um mundo risonho,

E fica uma saudade que mata

Da ilusão perdida.

Só há desilusão

Depois de haver uma ilusão.

Não nos vamos iludir, não.

As coisas são como são.

Mas também há o olhar que desconfia,

O ouvido que não reconhece a verdade,

E há a mão que vai e toca

E no toque comprova

Que aquilo que pretendia

É uma sólida realidade.

E bate um coração

Depois de haver uma ilusão.

Não vamos desconfiar, não.

As coisas são como são.

 

 

 

3 de fevereiro de 2013

Procrastinação

Procrastinação
Fonte da Imagem
Procrastinação consiste no adiamento de uma ação. Embora possa não parecer, provoca stress.

8 de janeiro de 2013

Thor

Absolutamente previsível. Inteiramente encantador.
Ideal para um serão, para relaxar e sorrir.






Papeis principais:

Chris Hemsworth  - Thor


Chris Hemsworth
Fonte


Natalie Portman - Jane Foster


Natalie Portman
Fonte


Anthony Hopkins - Odin


Anthony Hopkins
Fonte

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste dispositivo